Blog

  • Novidades / 11/05/2020

    Entrevista com a Farmacêutica Aline Donato - Importância do Uso da Tecnologia na Assistência Farmacêutica.


    A Assistência Farmacêutica consiste em praticar ações que promovem, protegem e ajudam na recuperação da saúde do paciente, considerando o acesso a atenção primária e o uso de medicamentos de forma racional e eficaz. Desta forma, o farmacêutico interage mais com o paciente, ajudando no tratamento por meio de aferições de sinais vitais, lembranças, motivações, auxílios, etc. A entrevista do jornalista Fabricio Santesso com a farmacêutica Dra. Aline Donato, traz a luz neste momento de pandemia, a importância da Tecnologia e da Assistência Farmacêutica como ferramenta para o sucesso do tratamento recomendado ao paciente e consequentemente o suporte nas doenças e comorbidades que interferem na manifestação sistêmica de pacientes acometidos com o COVID 2019.


    1- Qual é a importância do trabalho do farmacêutico dentro da cadeia de serviços de saúde?

    Dra. Aline: O farmacêutico é o principal gerenciador do círculo medicamentoso e especialidades farmacêuticas dentro da farmácia comunitária. Ele é responsável por analisar e conferir as prescrições médicas e odontológicas a fim de amenizar quaisquer tipos de erros, bem como dispensar e orientar de forma racional na terapêutica medicamentosa, visando sempre o bem estar do paciente.


    2- Quais são os problemas do farmacêutico em relação ao atendimento presencial do cliente/paciente?

    Dra. Aline: Frente às doenças infectocontagiosas e o alto grau de contágio, tanto o farmacêutico quanto o paciente/cliente sofrem riscos, gerando um desarranjo no sistema de atendimento presencial, uma vez que ambos estão totalmente dependentes da utilização dos equipamentos de proteção individual (EPI’s). A perspectiva da atenção farmacêutica é comprometida, assim como no atendimento médico e o devido auxílio ao paciente/cliente, ou seja, perde-se qualidade na atenção farmacêutica. O atendimento remoto é uma nova realidade de atendimento e assistência, e muito bem vindo, pensando no foco da diminuição do contato físico. Desde o momento que este paciente sai da sua residência ou ambiente hospitalar e se encaminha até o estabelecimento farmacêutico o contato com superfícies é inevitável. Outro ponto são as filas, aglomeração de pessoas in loco, e a geração de custos maiores pelo próprio paciente.


    3- Quais são os problemas do farmacêutico em relação ao atendimento remoto (online ou delivery) do cliente/paciente?

    Dra. Aline: O atendimento virtual torna-se ativo em meio às farmácias comerciais. E, um dos pontos negativos é a falta de capacitação dos profissionais para o trabalho, por meio dos sistemas que as plataformas oferecem. Com isto, os mecanismos de atendimento podem não atender as expectativas do consumidor. 


    4- Qual é a receptividade dos farmacêuticos em relação às novas tecnologias, tais como a prescrição eletrônica?

    Dra. Aline: É positiva a receptividade da classe farmacêutica com as prescrições eletrônicas e o modelo atual de atendimento “telefarmácia”, observando a possibilidade da diminuição do contato físico e mudança do ritmo das farmácias e drogarias, denotando um conceito de seriedade e transparência.  Há participação ativa dos profissionais farmacêuticos nos possíveis eventos envolvendo as prescrições e o cuidado com o paciente/cliente, e principalmente a dispensação do medicamento de forma assertiva. 


    5- Como você considera os serviços da assistência farmacêutica, valorizando o profissional de farmácia frente ao cenário atual?

    Dra. Aline: O farmacêutico torna-se participativo com a mesma atenção farmacêutica, mas com um relato assegurado dos possíveis eventos e doenças de risco do paciente/cliente, como: mudança na pressão arterial, controle de glicemia capilar e outros que permanecerão arquivados permanentemente no prontuário eletrônico. De modo que o farmacêutico passa a ser um grande protagonista no auxílio do tratamento medicamentoso, trabalhando ativamente junto aos demais profissionais da área assistencial e do cuidado, como os médicos e dentistas. 


    6- Acredita que o farmacêutico possa ajudar com informações no controle de doenças crônicas e no COVID 2019?

    Dr. Aline: O profissional farmacêutico no ambiente da farmácia comunitária ou comercial, por meio da telefarmácia esta na linha de frente no auxilio a população na orientação sobre as doenças imunológicas e crônicas, assim como, aos cuidados em relação ao COVID-19, visando a organização medicamentosa, orientação farmacoterapêutica e condução dos pacientes/clientes com quadros alarmantes até o auxílio médico.


    7- Você trabalha com alguma plataforma de telemedicina? Caso positivo, comente as oportunidades que a telefarmácia/telemedicina pode oferecer para melhorar a prestação da assistência farmacêutica.

    Dra. Aline: Hoje eu trabalho com o atendimento remoto ou a telefarmácia. A prescrição eletrônica e o atendimento remoto tornam-se essenciais, tanto para uma imersão completa sobre os dados de saúde do paciente, quanto pela esfera profissional atingida por este meio de comunicação.

    O trabalho com esse tipo de assistência tem a garantia de integridade, segurança e o sigilo de informações nas telemensagens. 

    A Webbula™ é uma plataforma que oferece aos profissionais da saúde e pacientes uma tecnologia diferenciada no mercado da informação. De forma idônea e comprometida, a Webbula™ atinge a todos nós profissionais da área da saúde de forma única, com facilidade de comunicação, de mobilidade dentro da prescrição, atualização rápida de dados e tudo voltado para a comodidade dos profissionais proporcionando um eficiente manuseio no atendimento. A telefarmácia contribui com o farmacêutico para atingir as expectativas do paciente com a assistência e orientação farmacêutica individualizada, a dispensação, compra e entrega dos medicamentos. Somos todos beneficiados com a Webbula™.


    Como vimos na matéria acima e na entrevista da Aline Donato, a prestação do serviço de farmácia envolve mais do que vender um medicamento. Diz respeito a dar a devida atenção às necessidades do tratamento individual de cada paciente em um ambiente que extrapola as paredes da farmácia. Aparentemente, segundo a Dra. Aline, a WebBula é uma plataforma que permite oferecer uma excelente assistência farmacêutica ao paciente, sem precisar ficar doido com tamanha complexidade de informações.


    CONFIRA O VÍDEO DA ENTREVISTA




    Se você interessou pela Plataforma Web Bula recomendada pela farmacêutica, amplie a sua prestação de serviços médicos através da telemedicina. Faça a adesão na Plataforma Farmácia WebBula, os serviços são gratuitos para farmacêuticos e farmácias.


    Cadastro da Farmácia: https://farma.webbula.com.br/


    Sobre os autores

    Fabrício Santesso (Santo Texto Escritório Criativo)


    Aline Donato

    Bacharel em Farmácia, CEO ALLy®, Prof (a) Nas áreas de Nutrição, Cosmetologia e Estética, Coordenadora - Especialização em Saúde Estética, Especialista em Manipulação Magistral com Ênfase em Cosmetologia e Dermocosméticos, Especialista em Saúde Estética, Terapeuta Integrativa na área Ortomolecular, Terapeuta em Modulação Intestinal




Todos os direitos, registro de marcas e patentes reservados a WebBula – Produtos e Serviços em Tecnologia da Informação Ltda.
CNPJ: 26.027.711/0001-43. Rua Alagoas, 606, 2º andar, Centro, Londrina-PR. CEP: 86010-520
Telefone: Fixo:(43) 3323-1455 Celular: (43) 991013490 (Whatsapp)

Política de Privacidade

Agência LevelX - Marketing Digital, Inbound Marketing, Desenvolvimento de Websites e Aplicativos para Iphones, Ipads e Androids