Blog

  • Notícias / 11/07/2020

    Web Bula projeta aporte de R$ 25 mi em plataforma de telemedicina


    Concebida por executivos brasileiros e engenheiros de TI de Israel, a Web Bula preconiza o uso de ambientes web e dispositivos mobile para totalizar mais de 10 milhões de atendimentos até o fim de 2021. Tanto o portal como o aplicativo, disponível no App Store e no Google Play, reúnem versões para pacientes e profissionais de saúde. A farmácia também conta com ambiente próprio na plataforma, que lhe permite visualizar e dispensar os medicamentos, além de realizar programas de assistência farmacêutica com acesso autorizado pelo paciente ao seu histórico clínico.

    “Nosso propósito é assegurar uma integração efetiva entre todos os atores envolvidos na atenção primária e cuidado ao paciente. A tecnologia ajuda os médicos na tomada de decisões mais rápidas em relação a diagnósticos e prescrições, dando suporte clínico aos farmacêuticos e estimulando os pacientes a aderir ao tratamento”, comenta o CEO da Web Bula, Antonio Eduardo Ribeiro.


    Atualmente, o acesso à plataforma é inteiramente gratuito. O faturamento da empresa provém de investidores, mas canais alternativos de monetização estão em estudo. “Mas nenhuma informação será compartilhada, obedecendo à política de privacidade, tratamento dos dados, segurança e a nova LGPD”, ressalta. A plataforma armazena informações sobre exames laboratoriais, com possibilidade de agendamento, histórico de prescrições, visitas e medidas clínicas. Garante ainda o acesso remoto ao bulário eletrônico da Anvisa e emite alertas para os pacientes em relação a horários de medicação e consultas.


    Nova aposta em pesquisa clínica

    Como parte dessa estratégia, a plataforma acaba de assinar uma parceria com a norte-americana Farmacon Global, especializada no desenvolvimento de ensaios clínicos e que atua há 20 anos com centros de pesquisa baseados na América Latina. “Com isso, viabilizamos a criação de um aplicativo para acelerar os processos de pesquisa da indústria farmacêutica na busca por novos medicamentos”, observa Ribeiro.


    Segundo o Dr. Charles Schmidt, médico e vice-presidente de desenvolvimento clínico da Farmacon, o acordo possibilitará a reativação de estudos interrompidos pela pandemia da Covid-19, documentando interações com os pacientes que não requerem contato físico. “Pelo smartphone, o investigador poderá ter acesso facilitado aos dados médicos do paciente, devidamente criptografados e protegidos por sistemas de certificação digital e normas regulatórias. Essa facilidade garantirá que a indústria torne mais céleres esses estudos, com custos sensivelmente reduzidos”, analisa.


    Fonte: Redação Panorama Farmacêutico





Todos os direitos, registro de marcas e patentes reservados a WebBula – Produtos e Serviços em Tecnologia da Informação Ltda.
CNPJ: 26.027.711/0001-43. Rua Alagoas, 606, 2º andar, Centro, Londrina-PR. CEP: 86010-520
Telefone: Fixo:(43) 3323-1455 Celular: (43) 991013490 (Whatsapp)

Política de Privacidade

Agência LevelX - Marketing Digital, Inbound Marketing, Desenvolvimento de Websites e Aplicativos para Iphones, Ipads e Androids